Total de visualizações de página

Tradutor

Visitas

27 abril, 2012

Começam as homenagens à Maria mãe de Jesus

Abaixo um vídeo com uma linda canção cantada ela cantora Adriana, começando no site catequese de crianças a homenagem a mãe de nosso salvador, Jesus Cristo.
video
A Igreja sempre venerou Maria como sua mãe. Mesmo porque há uma razão lógica: ela é a Mãe de Jesus, cabeça da Igreja e a Igreja é o corpo místico de Cristo, princípio e primogênito de todas as criaturas celestes e terrestres (Ef 1,18). Por isso mesmo, Maria é a mãe de todos os que nasceram pelo Cristo, tornaram-se irmão de Cristo e em Cristo, e são herdeiros de sua graça, sua vida e sua glória.
"A Virgem Maria, que na Anunciação do Anjo recebeu o Verbo de Deus no coração e no corpo e trouxe ao mundo a Vida, é reconhecida e honrada como verdadeira Mãe de Deus e do Redentor. Em vista dos méritos de seu Filho, foi redimida de um modo mais sublime e unida a ele por um vínculo estreito e indissolúvel, é dotada com a missão sublime e a dignidade de ser a Mãe do Filho de Deus, e por isso filha predileta do Pai e sacrário do Espírito Santo. Por esse dom de graça exímia supera de muito todas as outras criaturas celestes e terrestres. Mas, ao mesmo tempo, está unida, na estirpe de Adão, com todos os homens a serem salvos. Mais ainda: é verdadeiramente a mãe dos membros (de Cristo), porque cooperou pela caridade para que, na Igreja, nascessem os fiéis que são membros desta Cabeça. Por causa disso, é saudada também como membro supereminente e de todo singular da Igreja, como seu tipo e modelo excelente na fé e caridade. E a Igreja Católica, instruída pelo Espírito Santo, honra-a com afeto de piedade filial como mãe amantíssima" 

Papa joão Paulo II: "A Virgem Maria está constantemente presente na caminhada de fé do Povo de Deus" (n. 35). "A Igreja mantém em toda a sua vida, uma ligação com a Mãe de Deus que abraça, no mistério salvífico, o passado, o presente e o futuro; e venera-a como Mãe da humanidade" (n. 47).

 Fontes: www.catequisar.com.br e youtube.com

24 abril, 2012

Pentecostes, 50 dias após a páscoa

Quando chegou o dia de Pentecostes, todos os seguidores de Jesus estavam reunidos no mesmo lugar. De repente veio do céu um barulho que parecia de um vento soprando muito forte e encheu toda a casa onde eles estavam sentados. E cada pessoa foi tocada por uma dessas línguas. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, de acordo com o poder que o Espírito dava a cada pessoa. Estavam morando ali, em Jerusalém, judeus religiosos, vindos de todas as nações do mundo. Quando ouviram aquele barulho, uma multidão se ajuntou, e todos ficaram muito admirados, porque cada um podia entender, na sua própria língua, o que os seguidores de Jesus estavam dizendo. A multidão ficou admirada e espantada e todos comentavam: Como pode cada um entender na sua própria língua? Eles diziam uns para os outros. Eles falam das coisas de Deus e cada um entende. Mas havia aqueles que zombavam dizendo que eles estavam bêbados e outros diziam que eles estavam com espíritos maus. Quando Pedro começou a pregar a Palavra de Deus, ele disse: “irmãos, isso iria acontecer, pois o profeta Joel havia profetizado o que hoje está se cumprindo, a palavra do Senhor”. Quando Pedro pregava as pessoas se convertiam, havia arrependimento e muitas pessoas começaram a seguir a Jesus e foram batizadas. Com isso a igreja crescia muito, e o evangelho foi espalhado por toda terra. Deus pode fazer isso agora mesmo com sua vida, busque o batismo no Espírito Santo e sua vida não será mais a mesma. Deus quer encher tanto vocês que vai acontecer como aconteceu em petencostes, eles estavam como bêbados, então vamos experimentar isso.