Total de visualizações de página

Tradutor

Visitas

13 janeiro, 2010

Evangelho do domingo dia 17 de janeiro de 2010 (Jo 2, 1-11)


Naquele tempo,
1 Houve um casamento em Caná da Galiléia. A mãe de Jesus estava
presente.
2 Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados
para o casamento.
3 Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe
disse: “Eles não têm mais vinho”.
4 Jesus respondeu-lhe: “Mulher,
por que dizes isto a mim? Minha hora ainda não chegou”.
5 Sua mãe disse aos que estavam servindo: “Fazei o que ele vos
disser”.
6 Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que
os judeus costumam fazer. Em cada uma delas cabiam mais ou
menos cem litros.
7 Jesus disse aos que estavam servindo: “Enchei
as talhas de água”. Encheram-nas até a boca.
8 Jesus disse: “Agora tirai e levai ao mestre-sala”. E eles levaram.
9 O mestre-sala experimentou a água, que se tinha transformado em
vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo
sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água.
10 O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: “Todo mundo
serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão
embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho
melhor até agora!”
11 Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da
Galiléia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele.

Comentário

Nossa vida poderia realmente ser uma contínua festa, só alegrias, só boas notícias, só melodia e dança. O segredo para que assim seja, Maria já nos revelou naquela festa.

Na verdade não se trata de um segredo. Há dois mil anos, em meio aos discípulos de seu Filho e entre muitos convidados, a Virgem Maria deu este conselho para toda a humanidade: "Façam tudo que meu Filho mandar!" Simples, não é mesmo? É o suficiente para transformar a vida e transformar o mundo.

Ao dizer eles não têm vinho, Nossa Senhora não se referia apenas à falta material da bebida. Naquele momento, Maria estava intercedendo por todos seus filhos, Ela se referia a todo povo de Deus, oprimido e desesperançado, que vivia a expectativa de receber o vinho da Vida e da Salvação.

"Mulher, o que temos a ver com isso? Ainda não chegou a minha hora". Com essas palavras, tenho a impressão que Jesus queria testar sua Mãe. Parece que queria confirmar se Maria estava realmente entendendo o Grande Plano de Salvação que seu Pai havia traçado.

A reação de Maria foi aquela que Jesus já esperava. Ela não se abalou, não discutiu, não impôs sua vontade e nem usou sua autoridade materna. Calmamente, porém de forma firme, disse aos criados: "façam tudo o que Ele mandar!"

Essas palavras de Maria tinham dois endereços: seu Filho e cada um de nós. Para Jesus, suas palavras devem ser interpretadas como uma sugestão. Foi como se Maria tivesse dito: "Filho, você não acha que esta seria uma ótima oportunidade para você iniciar a Grande Obra de Redenção da humanidade?

Para nós o recado foi dado de forma direta. Aqueles criados representavam toda a humanidade e, através deles, Ela recomenda que sejamos obedientes. Ao dizer - "façam tudo o que meu Filho mandar" - Maria não nos deixa outra alternativa. Obediência é a única saída para quem espera a salvação.

Jesus iniciou sua vida pública num ambiente festivo. Operou seu primeiro milagre numa festa de casamento. Nesse mesmo ambiente, Maria nos aponta o caminho a seguir, o Verdadeiro Caminho que é Jesus.

Por tudo isso, o cristão tem que ser alegre, tem que irradiar felicidade. O verdadeiro cristão sabe que, estão reservadas maravilhas que os olhos humanos jamais viram, para aquele que fizer o que Jesus manda.

Jesus veio para efetuar mudanças radicais. A primeira coisa que fez foi acabar com aquele conceito de religião antiga, opressora, cheia de normas, cheia de regras e triste; uma religião fabricada para beneficiar meia dúzia de fariseus e alguns doutores da lei.

Jesus veio trazer a salvação para todos. Na Nova Lei, classe social, raça e poder aquisitivo de nada valem. A partir de Jesus, amor, misericórdia e perdão, são requisitos básicos para se ganhar a vida eterna. Jesus veio para transformar. Sofre uma transformação radical a vida de quem segue Jesus. Quem deixar-se mudar vai perceber que, a mudança é como da água para o vinho.

Um comentário:

  1. O Plano da Salvação de Deus Pai E UNIÃO EM CRISTO, é simples assim: Se Jesus causa sofrimento, dor e morte. Jesus é o Diabo. Por outro lado, se Jeová da vida, para não causar sofrimento, dor e morte. Jeová é o Senhor de nossas vidas. Agora, você vai lá na Bíblia e vê, quem é quem. O Espírito Santo é totalmente transparente. Se Jesus dá a vida para não causar dor, sofrimento e morte. Jesus é o Senhor Libertador e Salvador. Se Jeová causa dor, sofrimento e morte. Jeová é o diabo. Palavras DE JESUS CRISTO NO LIVRO DO ESPIRITO SANTO VERDADEIRO. http://livrodoespiritosanto.webnode.com.br/ É teu dever ler a revelação e publicar, porque o dilúvio de fogo está muito próximo, e a última páscoa vem logo depois. E você tem que escolher o lado que vai agir e ficar.

    ResponderExcluir